.

.
Mostrando postagens com marcador POLÍTICA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador POLÍTICA. Mostrar todas as postagens

Globo, Huck e Faustão são intimados por Ministro do TSE

O ministro Napoleão Nunes Maia, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), intimou nesta quinta-feira(1º) os apresentadores Luciano Huck e Fausto Silva, além das Organizações Globo, a prestar esclarecimentos sobre um programa veiculado na TV no começo de janeiro. Parlamentares do PT entraram com representação no TSE por suposto abuso dos meios de comunicação e de poder econômico praticado pela TV Globo e pelos apresentadores.

Os petistas alegam que Faustão promoveu Huck "como pré-candidato à Presidência da República,em cadeia nacional, durante entrevista em seu programa dominical veiculado no dia 7 de janeirode 2018 pela emissora de televisão representada, o que comprometeria a isonomia do pleito quese aproxima".

"Entendo que, para melhor e mais ponderada apreciação da situação processual e material queora se manifesta, cumpre determinar, o que ora faço, sejam as partes Representadasregularmente intimadas para manifestarem-se no prazo de 5 (cinco) dias, querendo-o, conformeentenderem de seu direito ou da defesa de seus interesses", escreveu o ministro na decisão.

O PT pede que Huck fique inelegível ou tenha negado seu pedido de registro de candidatura.

O PROGRAMA

Convidado para um quadro do "Domingão do Faustão" (TV Globo), Huck afirmou que não existe"salvador da pátria" capaz de resolver os problemas do Brasil e que é preciso aproveitar o momento de "derretimento da classe política" para "reocupar esse espaço". Faustão havia pedido que Huck falasse sobre suas perspectivas e explicasse por que é otimista com o futuro. Huck foi sondado por partidos políticos a se lançar candidato à Presidência nas eleições deste ano. Em novembro, publicou um artigo na Folha afirmando que não seria candidato, mas que atuaria na política por meio de movimentos cívicos.

Fonte: Folhapress 

Lula é perseguido e foi condenado sem provas, diz bispo

Visita de Lula a dom Angélico DIREITOS RESERVADOS. NÃO PUBLICAR SEM AUTORIZAÇÃO DO DETENTOR DOS DIREITOS AUTORAIS E DE IMAGEM
O bispo emérito de Blumenau (SC), dom Angélico, 85, criticou a condenação do ex-presidente Lula pelo TRF-4; amigo pessoal de Lula, o religioso considera que o petista é vítima de corrupção; "Ao que tudo indica essas provas não foram apresentadas, não foram com clarividência. Não basta acusar alguém. É preciso realmente apresentar provas consistentes e depois em juízo para que haja ampla defesa. Nesse julgamento do Lula está havendo uma pressa que é uma coisa impressionante"", afirma

247 - Dom Angélico, bispo emérito de Blumenau, criticou a condenação do ex-presidente Lula pelo TRF-4.

Eu tenho alegria de ser amigo pessoal dele", disse. Lula foi dar um abraço no amigo que faria 85 anos na sexta, 19.

Oito dias depois da visita, Lula foi condenado em segunda instância acusado de receber um apartamento tríplex no Guarujá como propina em troca de contratos da companhia OAS com a Petrobras. Sua pena foi aumentada dos nove anos e meio, aplicada por Moro na primeira decisão, para 12 anos e um mês de prisão. Ainda cabe recurso.

Dom Angélico considera que o amigo é vítima de perseguição. "Para muitos o golpe ficará pela metade se não houver o banimento político de Lula. Isso é um desserviço à democracia", diz.

O bispo afirma que não há provas contra o ex-presidente. "Ao que tudo indica essas provas não foram apresentadas, não foram com clarividência. Não basta acusar alguém. É preciso realmente apresentar provas consistentes e depois em juízo para que haja ampla defesa. Nesse julgamento do Lula está havendo uma pressa que é uma coisa impressionante".

Fonte:brasil247

Dos 54 senadores que disputarão eleição, 23 são investigados

Senador Ciro Nogueira (PP-PI)

Entre os políticos que irão concorrer a uma vaga no Senado nas eleições de 2018, 23 são alvo da Operação Lava Jato ou de desdobramentos da investigação e correm o risco de ficar sem o foro privilegiado. O número é quase metade dos 54 senadores cujos mandatos terminam neste ano.

Atualmente, além dos presidentes da República, da Câmara, do Senado e do Supremo TribunalFederal (STF), deputados, senadores, ministros e o procurador-geral da República só podem serinvestigados ou processados no STF; enquanto os governadores vão para o Superior Tribunal deJustiça (STJ).

No entanto, sem o mandato, os senadores passariam a responder judicialmente a instânciasinferiores. Como alguns são alvos da Lava Jato, poderiam ser julgados pelo juiz Sérgio Moro,responsável pela operação em Curitiba.

Entre eles estão caciques da política brasileira, inclusive o presidente do Senado, Eunício Oliveira(PMDB-CE), além do líder do governo e presidente do PMDB, Romero Jucá (RR), do líder do PT,Lindbergh Farias (RJ), e do líder da minoria, Humberto Costa (PT-PE).

Renan Calheiros (PMDB-AL), Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), Jader Barbalho (PMDB-PA), Edison Lobão (PMDB-MA), Gleisi Hoffmann (PT-PR), José Agripino Maia (DEM-RN), Ciro Nogueira (PP-PI),Benedito de Lira (PP-AL), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Aécio Neves (PSDB-MG), Aloysio Nunes(PSDB-SP), Lídice da Mata (PSB-BA), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Valdir Raupp (PMDB-RO),Ricardo Ferraço (PSDB-ES), Dalirio Beber (PSDB-SC), Eduardo Braga (PMDB-AM), Jorge Viana (PT-AC)e Ivo Cassol (PP-RO) também estão na lista.

Fonte: Notícias ao Minuto

STF suspende posse de Cristiane Brasil

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, suspendeu, na madrugada de hoje (22), a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho. Ela analisou reclamação do Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes (Mati), que contestou decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizando a posse da deputada. A cerimônia estava prevista para esta segunda-feira de manhã. 

No documento, o Mati, que reúne cerca de 300 advogados especializados em direito do trabalho,argumenta que a decisão do vice-presidente do STJ, ministro Humberto Martins, é inconstitucional,pois fere competência do STF. Na reclamação, os advogados reforçam o entendimento de que aeventual nomeação e posse da deputada como ministra do Trabalho representará afronta aoprincípio da moralidade administrativa. 

Em trecho de sua decisão, a ministra Cármen Lúcia diz que "pelo exposto, com base no poder geralde cautela (caput do Artigo 297 do Código de Processo Civil) e nos princípios constitucionais dasegurança jurídica e da efetividade da jurisdição, que seriam comprometidos com o ato de posseantes de se poder examinar a suspensão das decisões de primeira e de segunda instâncias que aimpediam neste momento, defiro parcialmente a providência liminar para a suspensão do ato deposse até que, juntadas as informações, incluído o inteiro teor do ato reclamado, seja possível aanálise dos pedidos formulados na presente reclamação, sem prejuízo de reexame desta decisãoprecária e urgente". 

Entenda o caso

Cristiane Brasil foi anunciada pelo presidente Michel Temer ministra do Trabalho em 3 de janeiro,mas foi impedida de tomar posse por força de uma decisão liminar (provisória) do juiz Leonardoda Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói, proferida em 8 de janeiro. O magistrado acolheuos argumentos de três advogados que, em ação popular, questionaram se a deputada estariamoralmente apta a assumir o cargo após ter sido revelado pela imprensa que ela foi condenadapela Justiça do Trabalho a pagar mais de R$ 60 mil a um ex-motorista, em decorrência deirregularidades trabalhistas.

Contra a liminar, a Advocacia-Geral da União (AGU) e a defesa da parlamentar apresentaram agravos de instrumento. O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) negou, liminarmente, os pedidos da União e de Cristiane Brasil.

Fonte: Agência Brasil

Governo Federal descumpre meta do Minha Casa Minha Vida

Em 2017, o presidente Michel Temer descumpriu a meta do programa Minha Casa Minha Vida. O compromisso foi de construir 23 mil moradias para famílias com renda até R$ 1800,00, quando a meta era 170 mil unidades habitacionais. A informação foi publicada pelo Estadão.

O programa de habitação popular Minha casa Minha Vida foi um dos principais dos governos petistas. No auge do programa em 2013, o ex-presidente Lula chegou a assinar um contrato para financiar 913 mil moradias.

O atual ministro das Cidades, Alexandre Baldy revogou uma portaria de seu antecessor, que previa a construção de 54 mil unidades na faixa de renda menor, deixando apenas 23 mil.
Ministro Alexandre Baldy
Ministro Alexandre Baldy
O governo também descumpriu a meta geral do programa para as demais faixas de renda. Somando as quatro faixas do programa, a gestão Temer firmou contratos para financiar com juros mais baixos - e subsidiar, no caso, dos mais pobres - 442,2 mil unidades habitacionais no ano passado: 72,5% da meta de 610 mil.

"O não cumprimento da meta é um fato. Mas pretendemos criar um modelo de seleção de projetos que vise deixar dinâmico e célere o processo de contratação do faixa 1", disse o ministro das Cidades.

Fonte:Viagora

PSDB foi o partido que mais perdeu filiados em 2017

PSDB
O PSDB foi o partido que mais registrou saída de filiados em 2017, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com 1,4 milhão de membros, a legenda perdeu 10 mil no ano passado. Na outra ponta do espectro, o PSOL foi a sigla que mais ganhou novos integrantes. O partido de esquerda começou 2018 com 24 mil membros a mais do que janeiro do ano passado.Apesar do crescimento, é o 25º partido no quesito número de filiados.

O MDB, partido do presidente Michel Temer, perdeu 4.528 membros ao longo do ano, mas possui 2,3 milhões de filiados, sendo o maior partido do país. O PT, segunda maior legenda, terminou 2017 com menos 82 integrantes. A sigla tem atualmente 1,4 milhão de integrantes.

Fonte: Folha de S. Paulo. 

Mesmo queimado com os piauienses Heráclito Fortes diz que prefere Lula candidato à presidência

O deputado federal Heráclito Fortes, da base aliada e defensor de Michel Temer, disse que prefere que o ex-presidente Lula seja um dos candidatos à presidência do Brasil em 2018. A declaração foi dada durante o tradicional café da manhã para a imprensa, ocorrido na segunda-feira (18). 

O parlamentar afirmou que Lula não sendo candidato vai fazer papel de vítima e apoiar algum nome, o que daria chance para o PT conseguir eleger um novo presidente no país.
Heráclito Fortes
Além disso, o deputado acredita que Lula está na liderança das pesquisas não significa nada. “Em pesquisa, ele [Lula] pode estar muito bem. Popularidade é uma coisa que você ganha e que você perde, credibilidade não”, afirmou sobre o ex-presidente petista.

Ao ser questionado sobre quem seria o melhor nome para a presidência do Brasil no cenário político atual, Heráclito disse que Geraldo Alckmin é o ideal. “Eu acho que o melhor perfil para o Brasil no momento é Geraldo Alckmin, mas não estou assumindo nenhum compromisso, apenas estou dando um palpite, uma opinião”, concluiu o deputado.

Fonte:Viagora

DENUNCIA: POPULAÇÃO RECLAMA QUE NÃO HÁ VACINA E NEM MÉDICOS NAS UBS DE BURITI DOS LOPES.

Denuncias de descaso com a saúde pública do nosso município, chegaram ao nosso conhecimento na semana pássada, que estaria faltando diversos tipos de vacinas de uso obrigatório para imunização das crianças de 0 a 1 ano nos postos de saúde da cidade de Buriti dos Lopes.

Outra reclamação seria a ausência de médicos nos postos de saúde como exemplo; na UBS Joaquim Narciso da rua Francisco Borges localizada próximo ao conjunto COHAB, que não haveria médicos na área para atender os pacientes. A denunciante disse que a recepcionista sempre bem educada, informou que a médica estaria viajando e que só retornaria aos trabalhos no próximo ano.
As denuncias partem de populares que tiveram que se descolar com seus filhos para municípios vizinhos, como por exemplo; a cidade de Parnaíba, a fim de imuniza-los com a dose da vacina de uso obrigatório que possivelmente estariam em falta na maioria das UBS da cidade de Buriti dos Lopes.

A secretaria municipal de saúde por outro lado, intitula-se “saúde nota 10” quando na realidade a situação do nosso município é totalmente diferente do que é propagado em alguns meios de comunicação da prefeitura.

Relatos

“-Eu andei com meu filho de 04 meses, no postos de saúde da minha área e não encontrei uma gota sequer de vacina para imuniza-lo”. Disse a mãe revoltada.
“-Aquele hospital que abriu agora, até que tem médico, mas é só pra os casos de urgência ou mandar os pacientes com estado mais grave direto para Parnaíba. Eu estou tentando falar com o médico da minha área, faz dias e quando eu vou lá procura-la, a atendente diz que ela esta viajando e que só retorna no ano que vem. Esse prefeito pensa que doença pode esperar”. Disse a paciente revoltada.

Outro lado

Na manhã desta segunda-feira, do dia 18/12, fomos pessoalmente aos postos de saúde do bairro Macambira, bairro Outro Lado da Passagem e no bairro COHAB para tomarmos conhecimento dos fatos. Na UBS do bairro Macambira a atendente nos infamou que algumas vacinas estão faltando, mas nem todas. Na UBS do bairro Outro Lado da Passagem, a atendente disse para nossa reportagem a mesma coisa. Já no posto de saúde da rua Francisco Borges no conjunto COHAB a atendente disse que só faltava somente uma vacina; a “tríplice”. Questionada se faltava médico, Ela informou que tinha médico sim, mas um dos médicos da área estaria de férias. 

Fonte:portaldorurik

Política Fiscal mantém investimentos em obras e folha de pagamento em dias

O equilíbrio financeiro para manter a folha de pagamento em dia, sem deixar de gerar mais investimentos no Estado e desenvolver a economia piauiense, se apresentou como o principal desafio do Governo do Estado em 2017. Mesmo em meio aos percalços, frutos da crise econômica que atinge o país, o Piauí é um dos poucos estados da federação que mantém o equilíbrio fiscal e gera receitas.

Para tanto, iniciativas como aumento da arrecadação própria, corte de gastos, retirada do Piauí do Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC), espécie de Serasa das administrações estaduais, recadastramento de servidores e a estipulação de um novo regime fiscal, foram adotadas desde 2015.

No que diz respeito a redução de gastos, o Governo lançou, em março deste ano, o decreto 17.074, que prevê uma redução de no mínimo 10% nas despesas essenciais, 20% nas contratuais obrigatórias, 25% nas despesas contratuais discricionárias e 30% nas despesas não contratuais discricionárias.

São descritas como despesas essenciais gastos com energia, água, telefone, locação de imóveis, internet, dentre outras. Já nas contratuais obrigatórias estão, entre várias outras, os terceirizados, locação de veículos, combustível e manutenção de bens móveis. Nas despesas contratuais discricionárias, a cautela é com uso de passagens. Já nas despesas não contratuais discricionárias, o governo quer economizar com diárias e suprimentos de fundos.

"A prioridade é evitar o colapso que atingiu o Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro, causando prejuízo, principalmente, para os servidores públicos, que tiveram seus salários atrasados", lembra o Governador Wellington Dias.

Graças a operações de crédito costuradas pelo governo, o Piauí, diferentemente da maioria dos estados da federação, mantém o cronograma de obras e desenvolvimento de projetos. Apenas este ano foram aplicados mais de 300 milhões em obras e equipamentos nas áreas de saúde, educação, desenvolvimento rural, gestão de recursos hídricos, meio ambiente, gestão pública, gestão de gastos, políticas de gênero, entre outras.

Esses investimentos podem ser observados, por exemplo, na construção de dois centros de especialização em doenças crônicas nas cidades de Picos e Parnaíba, recuperação de estradas, como o Rodoanel de Teresina e também em rodovias, como a PI 376, na região de Picos, o ginásio Verdão, além do investimento em obras, melhorias tecnológicas nas áreas de segurança pública, educação e esportes.

O novo panorama se traduz nos números de 2017. Apenas este ano, o Governo do Estado economizou cerca de R$ 177.410.147,22 em contratações de despesas correntes, de janeiro a outubro de 2017 e R$ 16 milhões com o custeio da máquina pública. Soma-se a isso o crescimento médio da arrecadação de 10% de janeiro a novembro de 2017.

O trabalho trouxe o Piauí ao seu menor índice de endividamento da história. A dívida, que já alcançou patamares de 85% (tamanho da dívida que o Estado tem em relação à receita corrente líquida) hoje é de 45%.

O Piauí possui operações de crédito junto ao Banco do Brasil, BNDES, Banco Mundial e Caixa. As prestações de contas são feitas dentro das normas dos órgãos contábeis, como o Tribunal de Contas do Estado (TCE).

“Não é fácil você ficar equilibrado pelo menos numa situação de normalidade administrativa. Por isso que a gente sempre pede a compreensão de toda a sociedade para fazer a pactuação e evitar o colapso”, declara o secretário de Administração, Franzé Silva.

Recadastramento de servidores gera economia de R$ 21 milhões por ano

Iniciada ainda em 2015, o recadastramento de servidores gera economia para os cofres públicos de R$ 21 milhões por ano. A ação reorganizou a base de dados dos 96 mil servidores atuais, excluindo 7 mil pessoas não cadastradas da folha de pagamento.

Em 2017, uma nova campanha foi realizada, essa para atualização de dados cadastrais. Mesmo com a realização de campanhas publicitárias e um prazo de mais de quatro meses, prolongado por mais 30 dias após seu término, 13.414 servidores não realizaram o recadastramento este ano. Servidores que não atualizaram os dados ou apresentarem pendências terão a remuneração bloqueada até a regularização exigida junto à secretaria. Após três meses de bloqueio será aberto Processo Administrativo.

Cumprimento da tabela de pagamento e calendário para 2018

Principal obrigação financeira do Estado, a folha de pagamento do funcionalismo público também se manteve em dia não apenas este ano, mas desde que a atual gestão tomou posse em 2015. O planejamento financeiro construído pelos secretários de Administração, Franzé Silva e da Fazenda, Rafael Fontelles, proporcionou estabilizar a folha de pagamento.

Com os valores para o pagamento da segunda metade do 13º salário já garantidos, o Governo já planeja o calendário de 2018. "Não foi uma tarefa fácil, tivemos riscos, mas com um contingenciamento de despesas muito forte e que continua até o final do ano nós podemos, com a previsão do Refis e dos recebimentos normais, dar essa garantia ao servidor público e ao comércio local que depende dessa injeção de recursos", garante Rafael Fontelles.

A segunda parcela do 13º salário começa a ser paga no dia 18 de dezembro para quem ganha até R$ 1.200. No dia 19 recebe quem tem vencimentos até R$ 1.800. No dia 20 serão contemplados quem recebe acima de R$ 1.800. A primeira parcela é paga no mês de aniversário do servidor.

Fonte: Portal Meio Norte

É hoje A VOTAÇÃO DO PROJETO 048 QUE VISA A PUBLICIZAÇÃO DO HOSPITAL !! O POVO SE MOBILIZA CONTRA O GOLPE QUE OS VEREADORES DA BASE QUEREM DAR EM FAVOR DO PREFEITO


A POPULAÇÃO DE LUIS CORREIA ESTÁ REVOLTADA E PROMETE LOTAR A CÃMARA MUNICIPAL DURANTE A VOTAÇÃO DO PROJETO DE LEI 048, QUE TEM COMO PRINCIPAL OBJETIVO PRIVATIZAR A GESTÃO DO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO.

OS VEREADORES DA BASE DO PREFEITO SÃO OS QUE TEM MAIOR INTERESSE EM APROVAR ESSA LEI, QUE JÁ É CHAMADA DE GOLPE PELOS QUATRO CANTOS DA CIDADE.

O PL 048 TEM VÁRIAS MAZELAS, ENTRE ELAS O FATO DE NÃO EXPLICAR COMO A EMPRESA QUE VAI ADMINISTRAR O HOSPITAL SERÁ CONTRATADA SEM LICITAÇÃO, QUE TIPO DE EMPRESA É ESSA QUE VAI TRABALHAR DE GRAÇA, POR QUE NÃO SE CONTRATA UMA EQUIPE ESPECIALIZADA PARA TAL OBJETIVO JÁ QUE AUMENTOU O RECURSO MENSAL, ALÉM DE INTERESSES ESCUSOS NAS ENTRELINHAS DA LEI E NO INTERESSE DOS VEREADORES QUE FAZEM QUESTÃO DE SUA APROVAÇÃO.

JÁ QUE O SECRETÁRIO DE SAÚDE NÃO TEM COMPETÊNCIA ADMINISTRATIVA, O QUE NÃO É NENHUMA SURPRESA, SE ANALISANDO SEU PASSADO DESASTROSO NA CIDADE DE CAJUEIRO DA PRAIA, ESTÁ NA HORA DO GESTOR TIRÁ-LO DO CARGO, E NÃO PROCURAR A SOLUÇÃO MAIS FÁCIL, QUE É TIRAR DAS COSTAS A RESPONSABILIDADE DO HOSPITAL.

O POVO NÃO MERECE PAGAR PELA INCOMPETÊNCIA DA GESTÃO.

VAMOS TODOS COMPARECER NA SESSÃO DE AMANHA E EVITAR O GOLPE !!!


Fonte:blogluiscorreia

Joãozinho da Unimagem anuncia sua saída da base do prefeito Mão Santa, e promete mudanças


O vereador Joãozinho da Unimagem (PSDC) utilizou o expediente das explicações pessoais, para anunciar uma nova fase em sua vida pública, a que ele passa a integrar a partir de agora, a ala de oposição ao prefeito Mão Santa (SD) na Câmara Municipal de Parnaíba.

Relembrando as palavras de seu pai, o vereador começou dizendo que aprendeu desde pequeno a não se deixar ser conduzido pelo braço por outro alguém “Meu pai me dizia ‘nunca deixe lhe levarem pelo braço’ e eu estou seguindo o que ele me ensinou” comentou.

Joãozinho justificou que sua saída da base do prefeito, só está sendo anunciada após uma retaliação que ele teria sofrido pela estrutura municipal, onde suas indicações políticas na prefeitura teriam sido cortadas, em resposta as declarações do vereador de se posicionar contra as matérias recentemente aprovadas na câmara.
“O Mão Santa criticou tanto o ex-prefeito Florentino pelo IPTU abusivo, e acabou ganhando força política em cima disso. Agora que foi eleito, ele envia para essa casa um projeto que penaliza as pessoas com débitos com o município. Eu entendo que todos são iguais (...) por isso eu votaria a favor do povo” explicou o vereador.

O parlamentar disse que estão tentando passar uma imagem dele para a população, como se ele tivesse traído o prefeito, e se aliando ao governador Wellington Dias (PT), que é adversário de Mão Santa na política. 
“Eu não estou nem do lado do prefeito e nem do governador, eu estou é do lado do povo” enfatizou.

Algumas lembranças ainda do período pós-eleições de 2016, foram colocadas no plenário como se fosse uma lavagem de roupa suja. É que o vereador disse ter ajudado o prefeito a ganhar as eleições da atual mesa diretora da câmara, e que agora o prefeito saberia o que é perder o Joãozinho. 
Em determinado momento, o vereador afirmou que um dia será o gestor da cidade, fez algumas lembranças sobre sua trajetória política, e citou que já foi votado para deputado federal com 18 mil votos, prefeito com mais de 12 mil votos e em 2004 como o vereador mais votado. 

“Eles agora vão saber a força que tem o braço do Joãozinho” disparou o vereador.

O líder do governo na câmara vereador Carlson Pessoa (PPS), disse para a imprensa que o posicionamento de Joãozinho deve ser respeitado “O governo está ficando a cada dia mais forte, não perdemos nenhuma matéria aqui na casa (...) eu sou político há um bom tempo e sempre tenho dito, que na política devemos ter um lado” disse Carlson.
Ao final da sessão, Joãozinho da Unimagem foi abordado pelo presidente do PT de Parnaíba Francisco Dourado, um convite para se filiar ao partido foi lançado, e também uma oportunidade de aproximação com o governo do estado.

Fonte:blogdotiagomendes11

Tiririca renuncia por vergonha e decepção com os políticos

O deputado federal Francisco Everaldo Oliveira Silva, o Tiririca (PR-SP), o mais bem votado nas eleições de 2014, fez hoje (6) o primeiro e último discurso na tribuna da Câmara. Muito emocionado, Tiririca se disse envergonhado e anunciou, na tarde desta quarta-feira quando afirmou que "abandonar a vida pública".

"Eu subo nessa tribuna pela primeira vez e pela última vez. Não por morte, mas porque estouabandonando a vida pública", anunciou. "E eu tô saindo triste para caramba, muito chateadomesmo. Seria hipócrita se eu não falasse realmente que estou decepcionado. Decepcionado com apolítica brasileira, decepcionado com muitos de vocês, muitos. Saio totalmente com vergonha. Nãosão todos, mas eu queria que vocês tivessem um olhar pelo nosso país, pela nossa saúde”,defendeu, com o ar sério, de decepção.

"Vamos esquecer um pouco as brigas, vamos esquecer um pouco o ego. E vamos olhar para onosso povo. O povo que eu falo é a aquele povo que necessita de saúde e eu tenho certeza quenenhum de vocês passaram por isso. A gente sabe que todos nós ganhamos bem para trabalhar,nem todos trabalham...Nunca brinquei aqui dentro. Votei de acordo com o povo. Não fiz muitacoisa, mas pelo menos fiz o que eu sou pago para fazer", acrescentou.

Tiririca afirmou que não tem vergonha de andar na rua "como muitos têm, porque para o povo, apolítica é uma vergonha". "Todas as minhas duas votações foram mais de um milhão de votos semfalar. Brincando e falando a verdade na brincadeira. Vamos olhar pelo nosso povo e pelo nossoPaís. Obrigado".
Fonte: Paulo Pincel 

Prefeito de Batalha reduz o próprio salário e de cargos comissionados em 20%

Preito de Batalha, João Messias (PP)

O prefeito de Batalha, no Norte do Estado, João Messias Freitas Melo (PP), mais conhecido como João Guerreiro, reduziu em 20% o próprio salário e de todos os cargos comissionados da Prefeitura. O decreto foi publicado no Diário Oficial dos Municípios na edição de quarta-feira (30/11) e entrou em vigor nessa sexta-feira (1).

A partir de agora a Prefeitura terá que se adequar ao teto de gastos com pessoal previsto na Lei deResponsabilidade Fiscal – LRF, conforme orientação do Tribunal de Contas do Estado do Piauí –TCE.

Segundo o gestor, o objetivo é conter despesas com pessoal na tentativa de equilibrar as contasdo município. Fica proibido também a concessão de horas extras para todos os servidores. Apenascasos excepcionais, devidamente justificados pessoalmente serão autorizados pelo prefeito. Odecreto veda ainda o provimento de cargos público, admissão ou contratação.

O prefeito João Messias tinha salário bruto de R$ 14.696,64 e com o decreto, o valor passa ser R$11,7 mil.
decreto
Fonte:Fonte: Folha de Batalha 

Wellington: "tem gente torcendo para o Piauí se acabar"

Governado do Piauí, Wellington Dias

O governador Wellington Dias lamentou que uma parcela da oposição esteja torcendo - e até trabalhando nos bastidores - para que o Piauí se acabe. Wellington Dias peregrinou pelas emissoras de TV no começo da tarde desta quarta-feira (29) para defender o governo dos ataques da oposição na Assembleia Legislativa, principalmente relacionados à aplicação dos recursos dos empréstimos do Estado junto aos bancos oficiais e até no exterior.

O governador explicou que os créditos desses empréstimos são alternativas para antecipação deinvestimentos. “Quando assumi o governo, a dívida era R$ 4 bilhões e a receita R$ 7 bilhões. Issorepresentava 62% da receita anual. Nós tomamos o empréstimo e a economia cresceu, ao mesmotempo pagamos R$ 400 milhões em 2015 e 2016 e vamos pagar agora também. A dívida caiu. Anossa dívida agora é 42%. [...] Não tinha elevado na Miguel Rosa e agora tem. Tem gente que estátorcendo para o Piauí se acabar”.

Wellington Dias criticou a retenção de recursos de um empréstimo assinado junto à CaixaEconômica Federal, que nunca saiu. “O empréstimo com a Caixa nunca saiu. Tive que entrar comuma ação. É uma postura errada do governo de ficar segurando o que vai para investimento. Issonão é natural”.

Wellington Dias também rebateu as críticas às parcerias público privadas (PPPs) que estariamtodas sub judice. “A PPP é uma saída. É o privado botando o dinheiro dele e lá na frente volta parao governo à empresa”.

Também não ficou sem resposta a crítica dos adversários de que o governo não tem obras. “Vai viajar meu irmão. Não é em gabinete que você vai ver o que está sendo feito. Esse estado em 2003 tinha uma riqueza que dava 200 reais por habitante, agora em 2015 alcançamos 42 bilhões no PIB e quando você divide por todo mundo dá 12 mil reais por pessoa. Nós multiplicamos 6 vezes o PIB.Qual lugar do Brasil cresceu 6 vezes? Se não houver um planejamento isso não acontece. Tem um plano no estado em andamento e não podemos perder a capacidade de investimento. A tabela de pagamento é boa para todo o Estado. Quando atrasa o Estado atrasa tudo. O Rio de Janeiro está atrás de operação de crédito para pagar o 13º de 2016. São 19 estados em atraso. Não tinha UTIem Picos, agora tem. Não tinha o elevado da Miguel Rosa. Não tinha a ponte da Frei Serafim. Em cada lugar a gente tem coisa acontecendo. A capacidade de investir é essencial”, concluiu.

Fonte: Paulo Pincel 

Luciano Huck recebe pesquisas mensais sobre 2018

[Luciano Huck recebe pesquisas mensais sobre 2018]

O apresentador Luciano Huck tem acesso a pesquisas mensais para avaliar a sua viabilidade eleitoral. De acordo com a Coluna do Estadão, desde julho, ele recebe os relatórios que mês a mês testam seu desempenho.

Ainda segundo a publicação, os dados revelam crescimento na intenção de voto no apresentador, que estuda se filiar ao PPS para disputar a eleição presidencial de 2018. Em julho, no pior cenário para ele, que inclui o ex-presidente Lula, Huck tinha 8%; hoje ele está com 11%. Sem o petista, o crescimento foi de 9% para 14%. A pesquisa quantitativa foi encomendada por Huck para consumo interno.

Fonte:bocaonews

Juíza Federal vota para tornar deputado Assis Carvalho inelegível

Em julgamento no dia 07 de novembro, a juíza Rogéria Maria Castro Debelli, relatora da apelação do deputado Assis Carvalho, no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, votou pela manutenção da condenação do deputado, feita pela 3ª Vara Federal. Se os demais componentes da Terceira Turma concordarem com a relatora, o deputado ficará inelegível pela Lei da Ficha Limpa.
Após voto da relatora, negando provimento aos recursos, o desembargador Federal Ney Bello pediu vista e aguarda voto da desembargadora Federal Mônica Sifuentes. Ainda não há data marcada para o retorno do julgamento.
Assis Carvalho foi condenado pelo juiz Adonias Ribeiro de Carvalho Neto, da 3ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí, por contratação de empresa por dispensa de licitação, por meio de situação conhecida por "emergência fabricada", para contratação ilegal para fornecimento de mão de obra, utilizando verbas oriundas do Fundo Nacional de Saúde – FNS. A sentença foi dada em 17 de agosto de 2016. A condenação foi a suspensão dos direitos políticos por cinco anos e ao pagamento de multa de R$ 250 mil.

Fonte:Viagora

Bolsonaro é condenado a pagar R$ 150 mil por ofensas homofóbicas

Bolsonaro é condenado a pagar R$ 150 mil por ofensas homofóbicas

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) foi condenado, em segunda instância, a a pagar R$ 150 mil por dano moral coletivo por ofensas feitas contra a população LGBT. As informações são da coluna Radar, da revista Veja, desta quinta-feira (9).

Em 2015, o parlamentar já havia sido condenado na 6ª Câmara Cível, no Rio de Janeiro. A ação civil pública se refere a declarações feitas por Bolsonaro no programa CQC, da TV Bandeirantes, em março de 2011.


Na ocasião, o deputado afirmou que nunca passou pela sua cabeça ser pai de uma pessoa homossexual porque seus filhos tiveram uma “boa educação”. Bolsonaro também disse e não participaria de um desfile gay porque não promoveria “maus costumes” e porque “acredita em Deus e na preservação da família”.

A ação foi ajuizada pelas organizações Grupo Diversidade Niterói, Grupo Cabo Free de Conscientização Homossexual e Combate à Homofobia e Grupo Arco-Íris de Conscientização.

Fonte:noticiasaominuto

Novo diretor da PF frequenta casa de ministro alvo da Zelotes

[Novo diretor da PF frequenta casa de ministro alvo da Zelotes]

O novo diretor da Polícia Federal, Fernando Segóvia, frequenta a casa do ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União. “Na minha casa eu recebo todo mundo. Não tenho preconceito contra ninguém. Você pode ir lá também. Sou um homem público, faço eventos lá. O Segóvia foi, o Torquato Jardim também”, afirmou Nardes à Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S.Paulo. 

Ainda à publicalção, Nardes disse que não se lembra do que Segóvia foi fazer em sua casa. "Não o indiquei. Mas foi uma boa escolha, ótima. Pelo que eu conversei com ele, tem profundo conhecimento, diminuiu assaltos a banco", garantiu. 

Sobre fatos investigados na Zelotes, Nardes afirmou que eles teriam ocorrido nos anos de 2011 e 2012, referentes a uma empresa da qual o ministro já estaria desligado da sociedade quando tomou posse no TCU.

Fonte:Bocãonews

Juiz recebe denúncia e Robert Rios vira réu em ação de improbidade

O juiz Agliberto Gomes Machado, da 3ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí, recebeu a petição inicial da ação civil pública por improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público Federal contra o ex-secretário de Segurança Pública, deputado estadual Robert Rios (PDT).
O recebimento da petição inicial é o ato pelo qual o acusado passa a condição de réu no processo. Na decisão o juiz afirma constatar que há referência a fatos imputados, que, ao menos em tese, configuram improbidade administrativa.
“Não bastasse isso, há indicação de outras irregularidades, respaldadas em elementos extraídos dos autos, sobretudo, do Acórdão nº 7352/2010 proferido pelo TCU nos autos do processo nº TC 002.918/2010-2, bastantes para justificar o acolhimento da petição inicial”, diz o magistrado.
A decisão do juízo foi dada na última quinta-feira (26).

A acusação
O Ministério Público Federal relata na denúncia, que o Estado do Piauí firmou o Convênio nº 471/2008, no dia 26.12.2008, com a União, por intermédio da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (SENASP/MJ), para a contratação da prestação de serviço de modernização do sistema de radiocomunicação na região metropolitana de Teresina-PI e cidades polos, que resultou na contratação da única empresa participante do respectivo certame (Pregão Presencial nº 08/2009-PMPI), o Consórcio Motorola SP, pelo valor de R$ 3.655.000,00 (três milhões, seiscentos e cinquenta e cinco mil reais), conforme o Contrato nº 002/2010/SSP-PI, celebrado no dia 12.01.2012, com vigência inicial de doze meses.
O Tribunal de Contas da União - TCU constatou irregularidades na licitação, revelando suposto favorecimento à empresa Motorola Industrial Ltda., líder do Consórcio Motorola SP, que teria frustrado o caráter competitivo da licitação, além da inobservância de outras formalidades legais.
A defesa
O ex-secretário contestou a acusação alegando, preliminarmente, a inépcia da inicial, ante a ausência da causa de pedir. No mérito, procurou rebater cada uma das irregularidades apontadas para, ao final, defender a inexistência de ato de improbidade, seja pela ausência de comprovação de dano ao erário, seja porque não se pode responsabilizar o requerido “com base em mero juízo de presunção”, que sequer participou da escolha dos membros da comissão de licitação ou de qualquer outra fase do certame, não tendo, o MPF, indicado o ato supostamente praticado por ele.
Acrescentou inexistir direcionamento do edital, alegando que “o sistema APCO25 foi escolhido em razão da sua maior potência, com melhores resultados para a PMPI”, circunstância esta comprovada a partir de parecer técnico da própria Polícia Militar e relatório elaborado pelo Exército Brasileiro. Finalizou defendendo a legalidade do certame, inclusive, no que concerne à rejeição da impugnação feita pela empresa Teltronic Brasil Ltda.
MPF pede a perda da função pública
Acusado da prática das condutas previstas nos arts. 10, inciso VIII, e 11, inciso I, da Lei nº 8.429/92, o MPF pede na denúncia a condenação de Robert Rios nas sanções do art. 12, incisos II e III. no caso, ressarcimento integral do dano, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, se concorrer esta circunstância, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos, pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos.
Tribunal de Contas da União condenou o deputado em 2012
O Tribunal de Contas da União negou provimento ao pedido de reexame interposto pelo Secretário de Segurança, Robert Rios Magalhães, condenado a pagar multa em razão de irregularidades no Pregão Presencial 08/2009 – PMPI.


A Teltronic Brasil Ltda representou junto ao TCU noticiando possíveis irregularidades no procedimento licitatório. O Tribunal ao apreciar o processo julgou procedente a representação e por conta das irregularidades multou o ex-secretário Robert Rios Magalhães, em R$ R$ 5.000,00. As multas foram aplicadas com base no art. 58, inciso II, da Lei 8.666/93.

O ex-Secretário Robert Rios interpôs pedido de reexame, apreciado e não aceito pelo Tribunal em 07 de fevereiro de 2012. Segundo o relator do processo, Ministro José Múcio Monteiro “a assinatura do Contrato 002/2010/SSP-PI, no dia 12/01/2010 por Robert Rios Magalhães consumou todas as irregularidades perpetradas pela Polícia Militar no âmbito do Pregão Presencial 08/2009PM-PI, de modo que seu recurso não merece ser provido. Zelo, cautela e diligência, especialmente por parte dos dirigentes das unidades organizacionais e daqueles que ocupam cargos estratégicos, são imprescindíveis para inibir erros que possam ensejar burla a legislação e/ou prejuízos ao erário”.
Ainda, segundo o relator, “ficou caracterizada, portanto, a negligência, ou seja, a inobservância de normas que lhe ordenariam agir com atenção".
Outro lado
O GP1 entrou em contato com o deputado estadual Robert Rios, que disse estar consciente da ação, mas afirmou que já conversou com o juiz do processo e que explicou que a responsabilidade é do comandante da Polícia Militar da época que fez a licitação. Ele afirmou que vai apresentar documentos comprovando que não possui envolvimento nesse processo.
“Eu estive lá e conversei com ele, porque o juiz não sabia que a Polícia Militar tinha plena gestão administrativa e financeira. É uma licitação feita pela Polícia Militar, não foi feita pelo Robert Rios não. Ele pensou que a administração financeira fosse do secretário. Eu falei com ele, que solicitou que eu leve o Diário Oficial que demonstre que a Polícia Militar tem a plenitude administrativa e financeira, então eu vou apresentar isso. Você imagina se eu fosse responder por tudo que ocorre no Corpo de Bombeiros e Polícia Militar? Que absurdo. O comandante tem a sua equipe de licitação, ele que licita, que paga, que faz tudo. Eu sou chefe da Polícia Militar na parte policial, fora do quartel”, explicou.

Fonte:GP1

Bandidos amarram empresário para roubar R$ 50 mil em Luís Correia

Segundo a vítima, seis homens armados participaram da ação no povoado Poço Verde.
Bandidos amarram empresário para roubar R$ 50 mil em Luís Correia
O assalto aconteceu por volta das 18h30min desse sábado (28/10) no povoado Poço Verde, zona rural de Luís Correia, litoral do Piauí. Segundo a Polícia Militar, pelo menos seis bandidos armados invadiram um comércio, agrediram o proprietário e roubaram cerca de R$ 50 mil (cinquenta mil reais).

O empresário Antônio Carlos Fontenele Silva, de 45 anos, conhecido popularmente como "Aí", foi amarrado pelos bandidos. Seis funcionários que descarregavam um caminhão de mercadorias também foram amarrados com algemas de plástico.

"Estávamos descarregando o caminhão quando eles chegaram em duas motos e em um carro preto, todos usando capacetes. De forma muita agressiva eles perguntaram se eu era o proprietário e já foram me dando um soco. Pediam que eu dissesse onde tinha dinheiro guardado", informou o empresário.
Proprietário do comércio contou detalhes da ação criminosa.  (Crédito: Kairo Amaral)
Devido os ferimentos e luxações ocasionados pelo espancamento, o empresário foi levado por familiares ao pronto socorro do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA). Uma das motos usadas na ação criminosa, uma Fan preta, foi abandonada a cerca de 5 Km do local do assalto no povoado Goela. A motocicleta, que havia sido roubada em Parnaíba a poucos dias, foi apreendida pela Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTur).

Segundo testemunhas, a outra moto usada pela quadrilha era uma Bros. Esta é a segunda vez que o mesmo mercantil é alvo de assaltantes no povoado Poço Verde que fica a 8 Km do Brejinho (maior povoado da região). Um equipe da Força Tática comandada pelo sargento Fabriciane Monteiro realizou as primeiras diligências entorno do caso.
Algemas de plástico utilizadas para amarrar as vítimas.  (Crédito: Kairo Amaral)
Por Kairo Amaral e Yuri Gomes | Meio Norte
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Portal do Águia - Blog de notícias de Parnaíba, Piauí, Brasil